InícioEthereumImportante guru financeiro referiu-se ao futuro do Bitcoin e do Ethereum

Importante guru financeiro referiu-se ao futuro do Bitcoin e do Ethereum

-

- Advertisement -
- Advertisement -
- Advertisement -

“E sim, o bitcoin pode se tornar o ouro digital do século 21. Não vamos esquecer que o ouro também tem sido volátil historicamente”, disse Laboure, apontando o limite de oferta de bitcoin, abaixo de 21 milhões, como um fator importante percebido por muitos como proteção contra a inflação.

Ao mesmo tempo, ele alertou que é importante ter em mente que o bitcoin é um investimento arriscado. “É muito volátil para ser uma reserva confiável de valor hoje e acho que permanecerá ultravolátil no futuro próximo”disse o especialista.

Como razões para essa alta volatilidade, o analista mencionou pela primeira vez que aproximadamente dois terços dos bitcoins são usados ​​para investimento e especulação; segundo, que devido à sua limitada negociabilidade, apenas algumas grandes compras adicionais ou saídas do mercado podem afetar significativamente o equilíbrio entre oferta e demanda.

Terceiro, o valor do bitcoin continuará subindo e descendo com base no que as pessoas acham que vale. “Pequenas mudanças na percepção geral dos investidores sobre o bitcoin podem ter um grande impacto em seu preço”, afirmou. Se o bitcoin é ouro digital por ser o pioneiro do mercado, e a criptomoeda mais negociada, além de ter uma capitalização enorme, Laboure confere o status de prata ao Ethereum.

A segunda moeda por valor de mercado “permite muitas aplicações e casos de uso, como finanças descentralizadas e tokens não fungíveis”. “Se o bitcoin às vezes é chamado de ‘ouro digital’, então o Ethereum será ‘prata digital’”, afirmou ela.

Laboure indica que o principal problema do mercado de criptomoedas é a falta de regulamentação. “Embora tenha sido uma vantagem muito importante para os early adopters, hoje impede que muitos investidores ou empresas entrem no mercado”, explica.

Além disso, ele descreveu como “desastrosa” a pegada ecológica deixada pelas criptomoedas. No início de 2021, o consumo anual de eletricidade devido à mineração de bitcoin era equivalente ao consumo do Paquistão, com uma população de mais de 220 milhões de pessoas.

O economista garante que os avanços tecnológicos ajudarão a tornar a tecnologia das criptomoedas mais limpa. Em relação às medidas regulatórias, Laboure espera que o ano de 2021 represente “um ponto de virada” e que em 2022 muitas economias adotem um forte marco regulatório para criptoativos.

A esse respeito, ele mencionou que a maioria dos países do G20 planeja apertar os regulamentos sobre criptomoedas, enquanto os governos mundiais estão promovendo seus projetos centralizados de moeda digital. Portanto, O analista prevê a coexistência de criptomoedas e moedas digitais do banco central com a redução da proporção de dinheiro como meio de pagamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

VEJA TAMBÉM

Terra Rebels lança roteiro oficial do Terra Classic (LUNC)

- Propaganda - O Terra Rebels lançou oficialmente o roteiro do LUNC, pois eles pedem doações da comunidade na jornada de avivamento. Uma vez maltratado e...

Líder do Google Web3 diz que o Google Cloud é uma ‘camada zero’ para criptomoedas

O Google tem como objetivo se tornar a espinha dorsal da Web3.Embora possa ser uma surpresa para Web3 Nativos, Richard Widmann –...

Tecnicamente superior Snowfallprotocol.io (SNW) com desempenho melhor que Terra (LUNA) e Avalanche (AVAX) – CryptoMode

Snowfallprotocol.io (SNW) difere de outras criptomoedas de várias maneiras que o definem de maneira diferente. Qual é o primeiro pensamento que vem à sua...

POPULAR