InícioBitcoinPrimeiro-ministro russo, Ministério da Economia apoia a legalização de criptomoedas – Regulamento...

Primeiro-ministro russo, Ministério da Economia apoia a legalização de criptomoedas – Regulamento Bitcoin News

-

O primeiro-ministro Mikhail Mishustin e o Ministério do Desenvolvimento Econômico da Rússia apoiaram os esforços para regular as criptomoedas e integrá-las à economia do país. O apoio ocorre em meio a sanções crescentes sobre a guerra na Ucrânia, que restringem o acesso da Rússia às finanças globais.

Pressão do Ministério das Finanças para legalizar o espaço cripto russo ganha força

As autoridades russas estão adotando uma estrutura legal abrangente para criptomoedas, apesar da oposição persistente do banco central. A abordagem do Ministério das Finanças, que favorece a legalização, vem ganhando apoio de outras instituições e autoridades governamentais, ainda mais agora que a Rússia enfrenta sanções sem precedentes, incluindo restrições financeiras.

No início de fevereiro, o governo federal anunciou a aprovação do conceito regulatório do Minfin. Em seguida, o ministério apresentou um novo projeto de lei “On Digital Currency” com o objetivo de preencher as lacunas regulatórias remanescentes após a aplicação da lei “On Digital Financial Assets” em janeiro de 2021.

Comentando os esforços para adotar um regime especial para operações de criptomoedas, o primeiro-ministro russo Mikhail Mishustin foi citado na sexta-feira afirmando que o governo revisou a proposta em grande detalhe. Durante uma reunião com legisladores do Partido Liberal Democrático da Rússia (LDPR) na Duma do Estado, ele elaborou:

Claro, será necessário integrar o mecanismo de circulação de moedas digitais no sistema financeiro do país.

Ao mesmo tempo, Mishustin enfatizou que as questões relevantes só podem ser resolvidas com a participação do Banco da Rússia (CBR). Na sua opinião, o banco central tem que avaliar os riscos que as criptomoedas criam. Em janeiro, a autoridade monetária propôs uma proibição geral de criptomoedas, citando riscos para a estabilidade financeira do país e seus cidadãos.

Embora o CBR queira proibir uma ampla gama de atividades relacionadas a criptomoedas, incluindo emissão, negociação e mineração de moedas digitais, o primeiro-ministro russo revelou que seu gabinete está pronto para regular operações como mineração de criptomoedas. “Foi detalhado no conceito. Foi aprovado por nós”, concluiu Mikhail Mishustin, de acordo com um comunicado do serviço de imprensa do governo.

No início desta semana, o projeto de lei de Minfin também foi apoiado pelo Ministério do Desenvolvimento Econômico da Rússia, que quer ajudar a finalizar a proposta legislativa. A mineração de Bitcoin, pagamentos de criptomoedas e os requisitos para operadores de trocas de ativos digitais precisam de mais esclarecimentos, disse o departamento, observando que ainda está aguardando feedback do Ministério das Finanças.

Marcas nesta história

Banco da Rússia, Bitcoin, Banco Central, Criptografia, Criptomoedas, Criptomoeda, Ministério da Economia, Ministério Financeiro, Lei, legisladores primeiro-ministro, legalização, ministérios, ministério, Mishustin, Regulamento, Regulamentos, Rússia, russo, Sanções, Duma do Estado

Você espera que as sanções motivem a Rússia a adotar rapidamente regulamentos abrangentes para seu espaço criptográfico? Conte-nos na seção de comentários abaixo.

Lubomir Tassev

Lubomir Tassev é um jornalista da Europa Oriental conhecedor de tecnologia que gosta da citação de Hitchens: “Ser escritor é o que sou, e não o que faço”. Além de criptomoeda, blockchain e fintech, política e economia internacionais são outras duas fontes de inspiração.

Créditos da imagem: Shutterstock, Pixabay, Wiki Commons

Isenção de responsabilidade: Este artigo é somente para propósitos de informação. Não é uma oferta direta ou solicitação de uma oferta de compra ou venda, ou uma recomendação ou endosso de quaisquer produtos, serviços ou empresas. Bitcoin.com não fornece consultoria de investimento, fiscal, legal ou contábil. Nem a empresa nem o autor são responsáveis, direta ou indiretamente, por qualquer dano ou perda causada ou alegadamente causada por ou em conexão com o uso ou dependência de qualquer conteúdo, bens ou serviços mencionados neste artigo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

VEJA TAMBÉM

POPULAR