especialista recomenda cautela ao investir

Dogecoin (DOGE), moeda digital inspirada no meme “doge” da internet, vem ganhando cada vez mais espaço no debate dos investidores, pois sua valorização subiu 14.000% em 2021, até agora.

Com a alta valorização, o DOGE passou a ser o 4º maior ativo em capitalização de mercado com mais de U $ 76 bilhões de dólares. Mas para entender se a criptomoeda da moda é realmente uma opção viável para incluir na carteira, os especialistas em BlueBenx avaliar o projeto de ativos de longo prazo.

“Responder se é seguro investir no DOGE ou se é uma bolha não é tão simples. É preciso ser arbitrário na conclusão, porque o desenho da moeda em si não é sustentável no longo prazo. Elon Musk foi um dos principais propagadores da moeda ao se posicionar por meio de tweets em defesa do ativo. Mas se o DOGE não tivesse a ajuda de um influenciador como ele, não teria vencido essa projeção ”, avalia Wilton Gomes, analista de mercado e inteligência estratégica da BlueBenx.

O especialista lembrou ainda quando um ativo semelhante foi criado no Brasil e passou por um processo de alta valorização e queda a partir de então.

“Por exemplo, aqui no Brasil criamos uma moeda semelhante ao DOGE, que foi cunhada como“ Vira-Lata Finance ”(REAU), também ligada a um meme de cachorro. A Crypto subiu 56.000% e depois devolveu a maior parte dos lucros ”, acrescenta.

Para os investidores que estão entusiasmados com a moeda meme, Wilton alerta que é preciso cautela.

“Qualquer que seja a moeda, é importante acompanhar os movimentos do mercado e os ativos que os principais influenciadores realmente compram. Ultimamente, temos dicas de empresas como Tesla, GrayScale, Square e MicroStrategy, que costumam divulgar as moedas de seus portfólios. No caso da Tesla, Dogecoin tem sido uma das apostas. Ainda assim, é preciso seguir uma gestão de risco eficiente e disciplinada, pois pelo fato de uma moeda não apresentar um projeto que tenha uma tendência constante quando se trata de futuro, é preciso muito cuidado ”, finaliza.

Fonte: BlueBenx

LEIA TAMBÉM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Noticias